Por que amamentar emagrece? Explicação está no hormônio do amor

A amamentação, além de todos os benefícios para a saúde do bebê e para o estreitamento dos laços entre mãe e filho, tem muitas outras vantagens para as mulheres lactantes.

O ato de amamentar ajuda na perda de peso no pós-parto, reduz os níveis de colesterol, glicose e protege a mãe e o bebê dos riscos de algumas doenças.

Amamentar ajuda a emagrecer: como?

A sucção do bebê estimula a produção de prolactina e ocitocina, que fazem o organismo materno produzir mais leite. O mesmo hormônio responsável pelas contrações uterinas durante o parto e pela liberação do leite materno, a ocitocina, é a grande aliada também na ajuda para perda de peso.

Em estudos realizados em laboratório, a administração de ocitocina em animais ajudou a reduzir a quantidade de alimento ingerida, a gordura localizada no fígado e a gordura abdominal, além de melhorar a tolerância à glicose. Não houve efeito adverso sob a pressão arterial ou sobre as atividades locomotoras dos animais.

Na pesquisa realizada por Yuko Maejima, da Universidade de Medicina Jichi, no Japão, o hormônio estava ainda relacionado com o controle da quantidade de alimento consumida e com o metabolismo. “Essas descobertas revelam novos efeitos antiobesidade e antissíndrome metabólica da ocitocina”, diz Maejima.

As injeções diárias de ocitocina foram eficazes em reduzir a quantidade de alimento consumida e ainda o peso corporal não apenas durante o estudo, mas até nove dias após o fim do tratamento.

Como o ato de amamentar é estímulo para produção de ocitocina, toda mulher lactante tem a perda de peso facilitada.

Posts Em Destaque
Posts Recentes